Feeds:
Posts
Comentários

Thinkspace on João Ruas

galleryshot

Para quem vive em LA nos EUA e realmente esta antenado com a arte contemporânea, gosta de ilustração, quadrinho e tudo o mais. Existem muitas opções, e as melhores possíveis, de galerias, undergrounds ou não, sobre tais assuntos. Uma delas me chamou novamente a atenção por manter um grupo de alto nível de artistas. E também por um deles ser um brasileiro, João Ruas. Continuar Lendo »

Piper

Syd Barrett é a minha maior referência artística. E estranho falar isso, ao mesmo tempo que é uma coisa forte, é meio “formal demais”.

Continuar Lendo »

Por: Craig Grannell (Londres) e Nathalie Folco (Brasil)

” A ilustração está em alta novamente depois de uma época na qual a fotografia era a queridinha dos diretores de arte. Descubra por que e até quando essa tendência irá durar.”

A materia deste mês na revista Computer Arts era exatamente o que procurava, a explicação para o que tanto tentava mostrar no Blog, como a ilustração está se tornando, cada vez mais, algo atual e essencial. A maneira como diferentes artistas exploram a criatividade em trabalhos de diferentes linguagens. A ligação intima que a ilustração hoje possui com o design e como se manisfesta em trabalhos comerciais de grande sucesso.

A Computer Arts é uma revista moderna, capaz de trazer inspiração, de antecipar tendências e debater temas comuns às areas do design gráfico e digital. A revista é um resultado dos anseios de leitores do mundo todo e se traduz em três conceitos: inspiração, técnica e design de ponta.

A versão brasileira da revista, originalmente criada pelos britânicos, é a segunda de maior circulação depois do seu território de origem. A Computer Arts Brasil tem a preocupação de trazer para a revista o talento de designers e artistas de relevância no cenário nacional.

Continuar Lendo »

Chris Appelhans

Chris  trabalha para a Pixel Art. Faz ou fez projetos de concept art para inúmeras obras de grande porte: o filme  House Monster, o filme de adaptação de uma das histórias de Neil Gaiman dirigido por Henry Selick, entre outros.

Nascido em Idaho, Chris Appelhans fugiu dos vales do pacífico e o ar puro da sua terra natal e deslocou-se para Los Angeles, cidade dos húmidos e lindos sonhos. Lá Chris entrou em contato com a mistura de todas as formas e cores, aprendeu a criar obras de arte utilizando galhos, relva natural e outros objetos.

Continuar Lendo »

Design by Emil Kozak

exposição

Procurando por referências para trabalhos na faculdade em Comunicação Visual, descobri um artista que define muito bem a síntese dessa palavra.

Emil Kozak é de uma pequena cidade na Dinamarca, no design gráfico se inspirou, como resultado de sua vida, sua longa paixão pelo skateboarding.

Ele começou com uma idade precoce para desenvolver suas habilidades, inspirado pelo skate-arte, e o resultado é hoje o único artista com idéias brilhantes. O estilo é fresco e positivo, mas muitas vezes com uma mensagem que diz coisas mais profundas. Ele é um mestre da composição e tem um olho em cada detalhe, que não é visto com muita frequência. Tipográfica, clean, poucas linhas e cores é frequentemente como Emil Kozak`s artwork é descrito. No entanto, há sempre uma inesperada surpresa: referências obscuras, jogando com as palavras, códigos e dicas.

Como resultado o seu trabalho tem sido amplamente exposto na Europa e E.U., apareceram em inúmeras revistas e apresentados em websites. Ele elaborou design e arte para clientes como o Instant Winner (E.U.), Graniph (JP), Ykiki (DK), ELEMENTO (E.U.), Monsieur T (FR / EUA), Blá Vestuário (DK), LAB (DK), Streetmachine (E.U., FR, DK), VANS (E.U.), Eastpak (E.U.), Philip Braunstein (BRA), D: A: D (DK), Planeta Terra (E.U.), Hulger (UK) e Norse (DK).

Continuar Lendo »

Kitsch Koons

koons

Jeff Koons nasceu em York, Pensilvânia, em 1955. Estudou na Maryland Institute College of Art em Baltimore, e Escola de Art Institute de Chicago. Ele recebeu um BFA do Maryland Institute College of Art, em 1976. Mr. Koons vive e trabalha em Nova York e York, Pensilvânia.

Seu trabalho tem sido exibido internacionalmente e está em inúmeras colecções públicas, incluindo o Museu de Arte Moderna (Nova Iorque, NY), Whitney Museum of American Art (New York, NY), Guggenheim Museum (New York, NY), A National Gallery (Washington, DC), Hirshhorn Museum (Washington, DC), San Francisco Museum of Modern Art (San Francisco, CA), The Eli Broad Família Foundation (Santa Monica, CA), Tate Gallery (Londres, Inglaterra), Stedelijk Museum (Amsterdam, Holanda), Ludwig Museum (Köln, Alemanha), Tokyo Metropolitan Museum (Tóquio, Japão).

Continuar Lendo »

Retratos de Sue Rubira

 sueSue Rubira nasceu em Brentwood, Essex, em 1959.

Ela estudou ilustração em Bristol e no Royal College of Art, em Londres,  depois mudou-se para Portugal, o que a aproxima ainda mais de nós, brasileiros, já que ela fala um pouco de português. Sue agora vive e trabalha perto de Southampton, na Inglaterra, onde ensina e pinta retratos .

Ela pinta retratos, sem vaidade ou presunção, por vezes distorcendo funcionalidades ou destacando algumas características para alcançar este objectivo. Sue tem um fantástico trabalho essenciamente em cima de aquarelas, com obras que mostram algum ou bastante toque de real, trascendendo os limites para além da convencional aquarela. 

Continuar Lendo »